Ir direto para o conteúdo

Artigos - Paróquia São José - Olímpia/SP

Artigo


Os olhos da humanidade nunca estiveram tão voltados para as questões ambientais como nos últimos anos, sobretudo os das autoridades governamentais. Afinal, a natureza tem demonstrado de inúmeras maneiras o seu descontentamento com a forma que vem sendo tratada pelas pessoas e apresentou a todos mais uma de suas angústias: o aquecimento global.

Dentro do cenário ambiental, ironicamente, o efeito estufa, um dos fenômenos naturais que garantem a existência do homem neste planeta, tornou-se uma ameaça, pois, em virtude de interferências provocadas pelo homem, tem contribuído para elevar a temperatura da Terra, aumentando o desequilíbrio do meio ambiente.

O aquecimento global, além de provocar a extinção de várias espécies de plantas e animais, cria condições para o surgimento de novas doenças, provoca o degelo das calotas polares e o derretimento da neve existente nos locais de grandes altitudes, o que causa o aumento do nível dos mares e oceanos, como também o desaparecimento de rios.

É possível inferir por meio da história que, para garantir a sua sobrevivência, o homem sempre manteve um estreito relacionamento com a natureza. No entanto, apesar de sua capacidade de promover a exploração de recursos naturais ao longo do tempo, pautado em uma política capitalista, não se esforçou para equacionar o desenvolvimento com o respeito que deve dispensar ao ambiente em que vive.

Vale ressaltar que os principais responsáveis por esse quadro tratam-se dos países industrializados, os quais parecem ignorar o problema, pois, para eles, diminuir os índices de poluição atmosférica significa interferir na sua economia e, por essa razão, tem colocado obstáculos para a adoção de posturas adequadas, nas quais estejam engajados todos os povos.

Diante da necessidade de se criarem regras para disciplinar a exploração dos recursos naturais, produção de bens e prestação de serviços que causem impactos ambientais, produziu-se uma vasta legislação, podendo citar, por exemplo, a brasileira, considerada por especialistas como uma das mais avançadas do mundo. Todavia, colocá-la em prática significa interferir nos propósitos da classe empresarial, que tem seus interesses atendidos em detrimento dos da maioria da população mundial.

Dessa forma, hão de ser desenvolvidas campanhas com o cunho de exigir que todos os países assumam o compromisso de adotar mecanismos de produção ecologicamente corretos, principalmente os que contribuam para desacelerar o processo de aquecimento da Terra, que haja severas punições àqueles que descumprirem as regras estabelecidas, tendo em vista que um meio ambiente equilibrado não é direito desta ou daquela nação, é de todos. O aquecimento global é sinônimo de um desrespeito à humanidade; é sinal de que hoje o homem pensa apenas no presente e ignora o que será das futuras gerações.

Marco Antônio Rodrigues
Policial Ambiental